Top
Gerenciamento de riscos
Gerenciamento de riscos
Criptomoeda
07.09.2021
Updated 18.02.2022
14:26

A regra mais importante na vida é a capacidade de gerenciar riscos!

Um guia para iniciantes.

Na vida cotidiana, gerenciamos riscos o tempo todo, seja dirigindo um carro, seguro de nossas próprias vidas ou propriedade, às vezes no processo de tratamento. Tudo se resume a uma regra simples: É preciso ser capaz de avaliar os riscos e reagir a eles a tempo.

Muitas vezes, quando realizamos tarefas rotineiras, nós as gerenciamos inconscientemente. Mas há áreas em que a avaliação de riscos é uma parte integrante importante: os mercados financeiros e a auto-gestão.

Quando se trata de economia, tudo se resume a certas regras que as empresas ou investidores devem seguir estritamente para lidar com os riscos financeiros. Na verdade, isso é inerente a todos os tipos de negócios.

Se falamos sobre investidores e comerciantes, então o sistema de gestão de ativos inclui várias classes de ativos ao mesmo tempo: ações, criptomoedas, índices, Forex e imóveis.

Os riscos são classificados de várias maneiras. Este artigo é exatamente sobre isso. Vamos dar uma olhada na aparência do processo de gerenciamento de risco e também em algumas estratégias para entender como exatamente eles podem ser mitigados.

Como funciona o gerenciamento de riscos?

Existem cinco etapas.

Para isso, é preciso de:

  1. identificar objetos de risco;
  2. determinar os riscos;
  3. avaliar os riscos;
  4. construir uma estratégia;
  5. observar os riscos.

As situações são diferentes, portanto, as etapas podem variar.

Identificação de objetos de risco

Em nosso artigo, esta é a etapa número um e significa que você precisa decidir sobre os objetivos principais. Frequentemente, estes objetivos estão relacionados ao risco de uma empresa ou de uma pessoa. Em termos simples, isso significa exatamente qual risco eles estão dispostos a correr para atingir seu objetivo.

Determinação de riscos

Esta é a segunda etapa e é importante determinar e identificar os riscos potenciais. O objetivo é listar todos os eventos potenciais que podem causar impactos negativos. Se falamos de negócios, aí também se adiciona uma análise profunda, que não está associada a riscos financeiros.

Avaliação de risco

Esta é a próxima etapa e inclui a avaliação da frequência com que os riscos podem ocorrer e qual é a gravidade de suas consequências. Os riscos são classificados em função da sua importância e, a partir disso, são tomadas as medidas cabíveis.

Construção de uma estratégia

A quarta etapa, na qual você precisa responder a cada tipo de risco, dependendo de sua importância. É aqui que são tomadas as medidas necessárias para a realização do mercado.

Observação

Esta é a quinta etapa de uma estratégia de gerenciamento de risco. É importante rastrear a eficácia da resposta aos eventos. Ao mesmo tempo, muitas vezes é necessário coletar e analisar dados continuamente.

Gerenciamento de riscos financeiros

Existem vários motivos pelos quais uma estratégia ou configuração de negociação escolhida pode falhar.

Por exemplo:

Muitos participantes do mercado financeiro concordam que, se houver uma estratégia inteligente, ela aumentará significativamente as chances de investimento e sucesso. Na prática, não parece tão difícil, você só precisa definir o Take-Profit ou Stop-Loss.

Uma estratégia correta e confiável fornece um número compreensível de movimentos possíveis, o que permite ao trader se preparar para todas as situações que podem acontecer com ele.

Como dissemos antes, existem muitas maneiras de gerenciar riscos. O ideal é que a estratégia seja constantemente revisada e adaptada em relação ao mercado.

Aqui estão alguns exemplos de riscos financeiros e como eles podem ser mitigados.

Risco de mercado

Pode ser reduzido colocando uma ordem Stop-Loss para cada negócio. Assim, as posições serão fechadas automaticamente antes que grandes perdas sejam infligidas.

Risco de liquidez

Se você negociar em mercados com alta atividade, você pode mitigar o risco, porque quanto maior a capitalização dos ativos, maior a liquidez.

Risco de crédito

Pode ser reduzido negociando em trocas confiáveis. Isso permite que os mutuários e credores (compradores e vendedores) tenham tranquilidade quanto à boa-fé uns dos outros.

Risco operacional

Os investidores têm a oportunidade de reduzi-la diversificando a pasta, o que ajuda a reduzir as possíveis consequências negativas da atividade da empresa ou do projeto. Além disso, ao mesmo tempo, é possível analisar o mercado e encontrar empresas menos suscetíveis a algum tipo de interrupção do trabalho.

Risco sistêmico

Pode ser reduzido pela diversificação da pasta. É verdade que neste caso devem haver projetos com produtos diferentes ou devem haver empresas onde as áreas de atividade não se sobreponham. Você deve prestar especial atenção à baixa correlação deles.

Conclusão

Vamos resumir. Antes de abrir uma posição ou alocar qualquer capital, os investidores e negociadores devem fazer um trabalho de gerenciamento de risco. Além disso, é preciso entender que os riscos financeiros não podem ser completamente excluídos.

Gerenciar riscos não significa apenas reduzi-los. Também implica uma mentalidade estratégica que permite que os riscos inevitáveis ​​sejam explorados de forma eficiente.

Em termos simples, gerenciar riscos significa ser capaz de identificá-los, avaliá-los e rastreá-los de acordo com a estratégia e o contexto. E como você entende, é necessário determinar os mais lucrativos